domingo, 28 de outubro de 2012

Oração da Paz







Ó mestre, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois, é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.

Texto: Apesar deste texto ser atribuído a São Francisco de Assis ele é considerado anônimo. Surgiu no começo do século XX em 1912.
    Para mim não diminui a profundidade desta obra, nem mesmo a atualidade.

Imagem: Banco de Imagenes Gratis .Com
Postar um comentário