terça-feira, 22 de setembro de 2009

Música de louco?


Estes dias, estava eu tranquilo ouvindo alguns mantras, de escolas budistas tibetanas, quando minha filha (Paula) adolescente entrou já reclamando da música do "barulho".


Dizia ela: " Nunca muda esta música, é sempre a mesma coisa?"


Respondi: "é sempre a mesma coisa".


Ela voltou a retrucar. " Credo, como alguém pode gostar desta repetição louca, é sempre igual, isto enche!"


Voltei para ela e disse: "que a mim não enchia". É claro que esta minha afirmação não deixaria esta pequena jovem quieta.

Minha pequena adolescente sentou e voltou ao ataque. "Só um sem noção, faz a mesma coisa sempre, nunca muda, isto é coisa de louco, você não acha?

Respondi: " também acho que é coisa de louco, repetir, repetir, repetir".

A Paula ficou muito satisfeita com minha resposta. Se você quer deixar um adolescente feliz é dizer que ele ganhou uma discussão.
Como um velho pai chato complementei reafirmando a tese dela: " repetir beijo no namorado é loucura; repetir as baladas com as mesmas músicas e amigas é loucura; repetir um chocolate também; assistir um show duas vezes então... nem se fala a tamanha loucura. Ver o Sol nascer na praia então é coisa para internação......
Claro que minha querida filha saiu furiosa da sala, com um sonoro; haaaaa paaaaiiiiiii.

Eu sorri.




Postar um comentário