sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

A impermanência é plena e a morte é certa



PRIMEIRA BASE: A contemplação de que a morte é definida;
1. porque a morte definitivamente chegará e, por conseguinte não pode ser evitada;
2. porque nosso tempo de vida não pode ser ampliado e diminui incessantemente;
3. porque mesmo quando estamos vivos existe pouco tempo para praticar.
Primeira decisão: Preciso praticar

SEGUNDA BASE: A contemplação de que a hora da morte é indefinida
4. porque nosso tempo de vida neste mundo é indefinido;
5. porque as causas da morte são inúmeras e as causas da vida são poucas;
6. porque o momento da morte é incerto devido à fragilidade do corpo.
Segunda decisão: Preciso praticar agora.

TERCEIRA BASE: A contemplação de que na hora da morte a única coisa que pode ajudar é a prática
7. porque no momento da morte nossos amigos não podem nos ajudar;
8. porque no momento da morte nossa riqueza não pode nos ajudar;
9. porque no momento da morte nosso corpo não pode nos ajudar.
Terceira decisão: Praticarei o desapego com relação a todas as maravilhas desta vida.



Texto retirado do livro: Conselhos Sobre a Morte: Dalai Lama



Imagem: Guerra do Vietnã, abril de 1974. Banco de Imágenes Gratuitas
Postar um comentário