quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Bodhidharma e o imperador

    
Assim que Bodhidharma* introduziu o Zen na China, ele foi levado à presença do imperador Wu, um devoto do Budismo, que estava interessado em discutir os princípios do Zen.
   "Nós construímos templos, copiamos os sutras sagrados, ordenamos monges e monjas. Qual o mérito pela nossa conduta?", perguntou o imperador.
   "Nenhum mérito", disse o mestre.
    O imperador chocado e ofendido, pensou que tal resposta estava subvertendo todo o dogma budista.
    "Então qual é o Santo Dharma?**
    "Um vasto vazio, sem nada dentro dele", afirmou Bodhidharma, para surpresa do imperador. Este ficou furioso e levantou-se para fazer uma última pergunta.
    "Quem és, então para ficares diante de mim como se fosse um sábio?"
    "Eu não sei majestade", respondeu o mestre.



   *Bodhidharma: vigésimo oitavo discípulo de Buda, ele introduziu o Zen na China no século V.
   **Santo Dharma é o Primeiro Princípio do Budismo.

 Texto do livro: Pocket Zen de Bruno Pacheco
Postar um comentário