sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Retiro Zen no Taikanji


Muitas pessoas procuram por retiros espirituais para reporem suas energias, uma espécie de descanso merecido, depois de uma longa jornada de trabalho estressante e é justo dar um equilíbrio ao espírito. Geralmente são lugares calmos e com paisagens de tirar o fôlego, com muito silêncio e tranquilidade. Caso você esteja procurando isto em um retiro Zen, suas expectativas podem ser frustradas. Claro que tem paisagens, também tem silêncio, tranquilidade, calma, respeito e comida, pois ninguém é de ferro. Mas existe uma diferença: a prática. Em um retiro Zen a prática é intensa, com muito trabalho, disciplina. Não será simplesmente um lugar de contemplação e descanso, também isto, mas não só. É um espaço e um período de aprofundamento da sabedoria budista, do Zazen (meditação Zen), dos ritos, enfim do Dharma. As palavras mais usadas em um retiro Zen são: "não perca tempo", "atenção plena a cada ato", não é fácil, aliás, não é nada fácil, pois nossa mente luta contra o tempo e a favor da acomodação. Devido a rotina, principalmente no dia-dia da vida moderna, somos obrigados a fazer automaticamente diversas coisas ao mesmo tempo, sem prestar a mínima atenção aos atos e as pessoas em nossa volta. Em um retiro Zen temos um compromisso de tirar nossa mente da acomodação automática, para exatamente prestar atenção à cada gesto, cada passo, à cada olhar, principalmente atenção à cada respiração, reter esta atenção na mente para transpor o retiro e suas sensações para o cotidiano e assim ajudar à todos os seres.

Gasshô
Postar um comentário