quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Zen

O buddhismo Zen é baseado na idéia de que, já que todos os seres sencientes têm uma natureza búddhica, para atingir a iluminação é apenas necessário descobrir este buddha interior. Já que você já é um buddha, você está iluminado no momento em que entender sua verdadeira natureza. Digo que o Zen é mal entendido porque as pessoas muitas vezes acreditam que este "descobrimento" da natureza búddhica interior pode ser atingido sem trabalho. Este não é o caso. A prática Zen real é muito disciplinada e muitos anos de estudo devem necessariamente preceder a liberação "súbita" na verdade.
(Hsing Yün, Only a Great Rain)


Texto retirado do site:  Ecos do Silêncio

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Silenciar a Mente





  A mente é seu passado tentando constantemente controlar seu presente e seu futuro. É o passado morto, que permanece controlando o presente vivo. Fique alerta quanto a isso.
  Mas de que forma a mente o controla? Ela usa o seguinte método: "Se você não me escutar, não será tão eficiente quanto eu sou. Se você fizer algo já conhecido, será mais eficiente pois já fez isto antes. Se fizer algo novo não será tão eficiente". A mente fala sempre como um economista, um especialista em eficácia. Fica dizendo: " É mais fácil fazer assim. Por que tentar da forma mais difícil? Este é o caminho que oferece a menor resistência."
   Lembre-se quando tiver que escolher entre duas alternativas, escolha sempre a nova.... Escolha a percepção mesmo que seja menos eficaz...
   ...Portanto, seja menos eficiente e mais criativo....Você não esta aqui para ser uma ferramenta. Nem para tornar-se cada vez mais eficiente, e sim tornar-se mais vivo, mais inteligente, cada vez mais feliz, até o êxtase da felicidade. 


    Texto do livro:  Aprendendo a silenciar a mente. Escrito por: Osho

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Meus Olhos

  

            

  Quando ponho os olhos em mim diante do espelho, vejo apenas uma miragem de quem sou. E a maioria do tempo acredito que esta miragem é minha parte verdadeira, pois é a única coisa que vejo, ou a única coisa que quero ver.
  Afinal o que vejo é a mesma coisa que outros enxergam?... Sinto que não.
  Tenho que parar de me olhar, ou melhor, tenho que me ver verdadeiramente, sem teatros, sem máscaras, sem "milagres" ou subterfúgios.


  Será que um dia conseguirei?
   Lua, onde está para desviar meu olhar de mim mesmo?

domingo, 18 de outubro de 2009

Tormentas

  Imagine que você por algum motivo ganhou de presente uma viagem, um cruzeiro  marítimo.
  Tudo é beleza e tranquilidade, a tripulação se esmera em atender todos os seus caprichos, afinal você é o grande merecedor desta viagem fantástica. A cada instante uma nova paisagem. Lugares exóticos, pessoas lindas e interessantes. Tudo é perfeição; Tudo? 
  Mar é mar, tem seus próprios desejos e vontades, uma grande tormenta põe em dúvida todo o seu passeio, o navio tão seguro parece mais uma casca de amendoim nas gigantescas ondas do oceano. As ondas jogam todos e tudo para um lado e para outro.  Enfim você sobrevive, mas perde tudo no naufrágio, não tem como voltar para o início da sua jornada. Milhares de perguntas serpenteiam sua mente. Se não tivesse embarcado, ou mesmo ganho a viagem? O que teria acontecido? 
  Que "azar" justo comigo.

    Por isto meu amigo aproveite a viagem antes da próxima tormenta, e lembre-se você não estava sozinho no navio. 

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Saúde



" Quando somos capazes de sair da concha de nosso pequeno eu e ver que estamos inter-relacionados com todos e com tudo, observamos que cada ato nosso está ligado com a humanidade inteira, com o cosmos inteiro. Manter-se com saúde é ser gentil com seus ancestrais, com seus pais, com gerações futuras e também com sua sociedade. Saúde não é só corporal, mas também a saúde mental."

    Texto retirado do livro: Os Cinco Treinamentos Para A Mente Aberta
    De:  Thich Nhât Hanh

domingo, 11 de outubro de 2009

América medita - 12 de outubro

Não custa nada e vale muito.
Vamos vibrar pela paz na terra, em nossos lares, em nossos trabalhos, enfim...
Muita PAZ!
Todos sabem que no próximo dia 12 de outubro, às 18h teremos um evento histórico: América Medita.
Será a primeira vez em que teremos uma meditação simultânea em todo o continente americano.
Dentre as cidades que irão meditar juntas estão: Rio de Janeiro, São Paulo, Buenos Aires, New York, Montreal, Montevidéo, Cidade do México, La Paz, Santiago de Chile, Salvador, Lima, Assunção, Quito, Caracas, Bogotá, Paramaribo, Georgetown, Santo Domingo, San Juan de Puerto Rico, San José de Costa Rica e Panamá.
Existem pesquisam que comprovam que a prática de Meditações em Grupo, não só beneficiam seus praticantes, mas também toda a área em sua volta. Há estudos que comprovam que a prática de meditação coletiva pode ajudar a reduzir em até 25% a violência naquela região, sem qualquer alteração na conjuntura econômica ou política.
Por que isso? Porque toda essa vibração de paz e serenidade que criamos dentro de nós não ficam só conosco, mas são irradiadas para todo o ambiente.
No Rio, a meditação será em um dos pontos mais lindos da cidade, diante de um pôr-do-sol deslumbrante: A PEDRA DO ARPOADOR. (Você poderá meditar, porém, sem sair de casa...)
Nós estaremos meditando aqui em São Paulo, na Praça do Estádio Municipal do Pacaembu, dia 12 de outubro, às 18h. Venham meditar com toda a América.
Quanto mais pessoas participarem mais forte será e maiores os benefícios, tanto para nós quanto para a toda a cidade, todo o país e todo o continente! Por isso MESMO divulgue, chamando seus amigos.
Vamos todos contagiar e ser contagiados por essa atmosfera de Paz!

Site: Monja Coen

sábado, 10 de outubro de 2009

Um discípulo e seu mestre

     "Mestre, uma árvore possui a natureza de Buda?"

     "Sim", respondeu o mestre.

     "E quando a árvore se tornará Buda?", perguntou o discípulo.

     "Quando o céu cair", disse o mestre.

      O discípulo confuso coça a cabeça.

     "E quando o céu cairá?"

     "Quando a árvore se tornar um Buda.


  Texto retirado do livro: Pocket Zen do autor Bruno Pacheco

sábado, 3 de outubro de 2009

Mercedes Sosa "NEGRA"


 
Querida "NEGRA", é assim que o povo canta teu nome por todas paragens latinas.
Este anjo rouco e sem asas que libertou mais países e pessoas com sua música e voz, do que todas as armas desta velha América.
 Pensei em ve-la mais vezes, me desculpe; acreditei que nunca fosse, mas vamos todos.
Em 1983 tive a grata tarefa de ajudar a organizar um comício onde a maravilhosa Mercedes Sosa cantou. Ajudando este anjo rouco a subir num palco "quase" improvisado perguntei ;  "poderia ajuda-la em mais alguma coisa?" Respondeu ela segurando firme e forte minha mão com um sorriso que parecia mais um Sol; -" cante querido, cante junto de teu povo, do povo Latino Americano".
  Obrigado mestra.
saudades
  

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Herança ( Cecília Meireles)




Eu vim de infinitos caminhos.
e os meus sonhos choveram lúcido pranto pelo chão.
Quando é que frutifica nossos caminhos infinitos, essa vida, que era tão viva, tão fecunda, porque vinha do coração?
E os que vieram depois, pelos caminhos infinitos, do pranto que caiu dos meus olhos passados, que experiência, ou consolo, ou prêmio alcançarão?