terça-feira, 29 de setembro de 2009

Meditãção


Muitas pessoas me falam que precisam aprender a meditar para parar de pensar numa coisa ou outra, para esquecerem disto ou daquilo, ate insistem para que eu confirme. O facto é : Perguntam se meditar é parar de pensar?



Realmente existe uma corrente na Índia denominada Patanjali onde o propósito é a cessação intencional da atividade mental.


No Zen o objetivo não é interromper o ato de pensar, mas o de não “segurar” os pensamentos, deixar espontaneamente toda sua mobilidade, sem interferência, fixação, ou julgamentos daquilo que se passa pela mente; um observador da própria mente, sem tentar entender ou explicar cada pensamento, apenas observar toda esta “paisagem”.


Imagine uma viagem onde se avista uma vasta quantidade de flores, centenas de  espécies, uma mais bela que a outra, milhares de cores e formas; nós só observamos; não tentamos descobrir os motivos desta plantação, ou quem as plantou, muito menos quando. Com a mente devemos agir da mesma forma, só observar, contemplar a mente, seguir apenas a respiração, calma, tranquila e espontânea.


Segundo Alan W. Watts, “ é a maneira natural de agir da mente e do mundo, como quando os olhos vêem por si mesmos e os ouvidos ouvem por si mesmos e aboca abre-se por si mesma, sem ter que forçar”.


Quando você for meditar, apenas fique confortável em um lugar calmo, mas atento as “paisagens”, e boa viagem.
 
 
 
Imagem: Dividing Line, Berks County Farm Road
Postar um comentário