terça-feira, 14 de julho de 2009

Simplesmente brilhe



Simplesmente brilhe. Quando nos deixamos ser nós mesmos ao vento da vida, nos tornamos brilhantes, nos tornamos luz. Sem máscaras, sem classes sociais, sem títulos, sem julgamentos, apenas nós.

Sua luz faz parte de mim, minha luz faz parte de você, nossa luz faz parte de tudo, e tudo somos nós ao mesmo tempo, não é um mero trocadilho. Não há então minha, sua, nossa; tudo é todos e todos somos tudo.

Os antigos já diziam depois de lançada a pedra não há retorno. Com a luz acontece o mesmo depois de emanada não há como aprisiona-la, esconde-la; iluminará tudo o que encontrar inevitavelmente sem distinções; bons, maus, sólidos, gasosos, outras luzes; enfim tudo. Não escolhe a luz o que vai iluminar, simplesmente brilha, ilumina.

Penso no instante em que um dia quem sabe, como se fosse um sonho doido, todos possamos nos iluminar ao mesmo tempo, criando então um gigantesco sol. Não precisaremos esperar a luz, seremos simplesmente.

Imagem retirada do site da NASA

Postar um comentário