terça-feira, 27 de dezembro de 2011

2012 O ANO DO DRAGÃO, ANO BUDA 2578

Segundo o Horóscopo chinês 2012 é o ano do dragão. Um ser mitológico, de espírito indomável, mutante, empolgante, livre. Só tome cuidado com as consequências, ter tudo isto sem a sabedoria é o mesmo que não ter nada, só trará sofrimento.
   Que os governos e pessoas totalitárias abram mão de seu ego dominador e deixe espaço para a compaixão. Que os seres percebam a impermanência do universo, para começarem a fazer aquilo que é correto para um crescimento espiritual da humanidade e deles próprios. AFINAL UM MUNDO EXTERNO MELHOR COMEÇA DENTRO DE NÓS.
   Enfim desejo à todos um ano com muita sabedoria, harmonia, paz, tolerância e serenidade.
   Que todos os seres tenham: "a mente correta, a fala correta e a visão correta da vida"



Imagem:http: Banco de Imágenes Gratuitas

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Autobiografia em Cinco Capítulos





  1. Ando pela rua
    Há um buraco fundo na calçada
    Eu caio
    estou perdido...sem esperança.
    Não é culpa minha.
    Leva uma eternidade para encontrar a saída.
  2. Ando pela mesma rua.
    Há um buraco fundo na calçada
    Mas finjo não vê-lo.
    Caio nele de novo.
    Não posso acreditar que estou no mesmo lugar.
    Mas não é culpa minha.
    Ainda assim leva um tempão para sair.
  3. Ando pela mesma rua.
    Há um buraco fundo na calçada
    Vejo que ele ali está
    Ainda assim caio...é um hábito.
    Meus olhos se abrem
    Sei onde estou
    É minha culpa
    Saio imediatamente.
  4. Ando pela mesma rua.
    Há um buraco fundo na calçada
    Dou a volta.
  5. Ando por outra rua.



Texto: Portia Nelson, citado por Charles L. Whifield, MD., em Healing the Child within (Orlando, Flórida: Healt Comunications, 1989)

Imagem: NASA, black hole in galaxy RX J1242-11.


sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

A impermanência é plena e a morte é certa



PRIMEIRA BASE: A contemplação de que a morte é definida;
1. porque a morte definitivamente chegará e, por conseguinte não pode ser evitada;
2. porque nosso tempo de vida não pode ser ampliado e diminui incessantemente;
3. porque mesmo quando estamos vivos existe pouco tempo para praticar.
Primeira decisão: Preciso praticar

SEGUNDA BASE: A contemplação de que a hora da morte é indefinida
4. porque nosso tempo de vida neste mundo é indefinido;
5. porque as causas da morte são inúmeras e as causas da vida são poucas;
6. porque o momento da morte é incerto devido à fragilidade do corpo.
Segunda decisão: Preciso praticar agora.

TERCEIRA BASE: A contemplação de que na hora da morte a única coisa que pode ajudar é a prática
7. porque no momento da morte nossos amigos não podem nos ajudar;
8. porque no momento da morte nossa riqueza não pode nos ajudar;
9. porque no momento da morte nosso corpo não pode nos ajudar.
Terceira decisão: Praticarei o desapego com relação a todas as maravilhas desta vida.



Texto retirado do livro: Conselhos Sobre a Morte: Dalai Lama



Imagem: Guerra do Vietnã, abril de 1974. Banco de Imágenes Gratuitas

sábado, 10 de dezembro de 2011

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

sábado, 3 de dezembro de 2011

Julgar

 
 
"Antes de julgares a "minha vida" ou meu "caráter"... Calça os meus sapatos e percorre o caminho que eu percorri, vive as "minhas tristezas", as "minhas dúvidas", as "minhas alegrias" !!!
Percorre os anos que eu percorri, tropeça onde eu tropecei e levanta-te assim como eu o fiz!!!
Cada um tem a sua própria história !!!
E então, só aí poderás "julgar-me!"
 
(Mário Quintana)
Imagem: Banco de Imágenes Gratuitas